Curitiba será a capital latina 

O EITCCP é um congresso anual de saúde mental, promovido pelo Instituto de Análise do Comportamento de Curitiba. O II EITCCP, a ser realizado nesse ano de 2019, será uma continuidade do primeiro encontro ocorrido em Curitiba. Na edição do ano passado, mais do que receber conferencistas convidados do Brasil, Paraguai e Argentina, contamos também com as inscrições de participantes das mais diversas capitais! Belém, Maceió, Salvador, Goiânia, Brasília, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba e Florianópolis, além de várias cidades do interior. E para a nossa surpresa, tivemos também participantes internacionais, vindos do Paraguai, de Assunção e Cidade de Leste.

A expectativa para essa segunda edição é realizar um encontro de maior dimensão, com maciça participação dos congressistas vindos das mais diversas cidades, apaixonados como nós pela Análise Comportamental Clínica. 

Paulo Abreu e Juliana Abreu
Presidentes do II Congresso

News

TERAPIA COMPORTAMENTAL INTEGRATIVA DE CASAIS (IBCT) A Terapia Comportamental Integrativa de Casais (IBCT) é “integrativa” em dois sentidos: Primeiramente, ela integra os objetivos de aceitação e mudança com resultados positivos para a terapia de casal. Casais que têm sucesso na terapia usualmente fazem mudanças concretas para acomodar as necessidades do outro, mas também mostram grande aceitação emocional. Segundo, a IBCT integra uma variedade de estratégias de tratamento sob a consistente abordagem comportamental. A IBCT foi foco da maior pesquisa de resultado envolvendo terapia de casal, patrocinada pelo National Institute of Mental Heath (NIMH) e conduzido pela UCLA e a University of Washington. Para ir mais longe: Jacobson, N. S. & Christensen, A. (1996). Acceptance and change in couple therapy. New York: Norton.

ATIVAÇÃO COMPORTAMENTAL (BA)

Os autores da BA descreveram a depressão como sendo um fenômeno complexo, onde se observaria um aumento de certas classes de respostas e uma diminuição de outras.

TERAPIA DE ACEITAÇÃO E COMPROMISSO (ACT)

A Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) tem como meta principal tratar a esquiva emocional, o número excessivo de respostas literais ao conteúdo cognitivo e a inabilidade de assumir e manter compromissos com a mudança comportamental.

PSICOTERAPIA ANALÍTICA FUNCIONAL (FAP)


A FAP utiliza a relação terapêutica como meio primário para modificar os comportamentos clinicamente relevantes do cliente.

TERAPIA COMPORTAMENTAL DIALÉTICA (DBT)

A DBT é um protocolo clínico inicialmente desenvolvido para o tratamento de comportamentos suicidas e de automultilação, e posteriormente estendido para algumas psicopatologias, como o transtorno da personalidade borderline.

TERAPIAS COMPORTAMENTAIS CONTEXTUAIS

As terapias comportamentais contextuais são propostas de tratamento baseadas em evidências

A influência da nossa história no desenvolvimento da clínica

Profissionais renomados de diferentes países, todos reunidos em Curitiba!

  

  •  
  •  

  

  •     

Desenvolvido por Paulo Abreu